Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de 

Aparelho Dentário ?

Preço do tratamento de Aparelho Dentário ?

logo principal AngelSmile

Aparelho Dentário

Como curar as Aftas na boca? – O que é, os tipos e as possíveis causas

Afta no lábio

As aftas na boca causam muitas dores e são extremamente incómodas. Quando aparecem, comer ou beber algo pode-se tornar numa tarefa bem dolorosa. 

Até aos dias de hoje, ainda não se descobriu a verdadeira origem que está por detrás deste problema tão frequente. 

Ainda assim, conhecem-se alguns fatores que fazem aumentar a sua incidência. 

Normalmente, não implica grandes preocupações, mas, se for algo recorrente, é importante que procure ajuda médica, porque pode ser um sinal de um problema maior.

Na verdade, ainda não existe um tratamento verdadeiramente eficaz para as aftas.

Contudo, há algumas coisas que pode fazer que podem ajudar a aliviar as dores e a prevenir que estas apareçam. 

Neste artigo, saiba quais são!

Vamos a isso?

O que é a afta na boca?

A afta é uma pequena ferida na boca, sendo que o termo médico utilizado é úlcera aftosa. Estas manifestam-se através de manchas branco-avermelhadas e apresentam inflamação.

Normalmente, causam dor e tornam o ato de comer e falar desconfortável.

Na maior parte dos casos, curam-se por conta própria e não necessitam de um tratamento específico, nem causam grandes complicações.

As aftas podem aparecer em qualquer idade, embora sejam mais comuns em adultos jovens. Em geral, ocorrem de forma ocasional, embora 20 a 30% das pessoas afirmem que têm episódios regulares da doença.

Não se percebe ao certo qual é o motivo pelo qual estas inflamações acontecem e nem existe um tratamento eficaz que impeça que se formem.

Ainda assim, existem certas soluções que aliviam os sintomas. Alguns exemplos, são os géis ou elixires bucais, que têm efeitos analgésicos e/ou antiinflamatórios.

Consulte um Médico Dentista se as aftas forem recorrentes, muito grandes ou demorarem a passar – e sobretudo se tiver alguns sintomas associados, como mau hálito ou os gânglios linfáticos inchados.

imagem de uma afta na língua
As aftas aparecem com bastante frequência na língua

Tipos de aftas

As aftas podem ser divididas em 3 categorias, conforme a gravidade do problema: 

Afta minor

Aparecem, em grande parte dos casos, em jovens com idades compreendidas entre os 10 e os 20 anos e têm habitualmente 1 centímetro de largura. É o tipo de afta mais comum e costuma persistir entre 7 a 10 dias, não deixando cicatrizes. Podem ocorrer 3 ou 4 vezes por ano.

Afta major

São úlceras de maior dimensão, em comparação com a afta minor (chegam a ter 3 cm de diâmetro) e os casos são menos comuns. Podem persistir por mais de duas semanas e, habitualmente, deixam cicatriz. Afetam sobretudo os lábios, a zona da bochecha, a língua e o céu da boca.

Têm lugar, na maior parte dos casos, devido a um problema de saúde associado. Acontece, por exemplo, em pessoas com Doença de Crohn e/ou quando o sistema imunológico está enfraquecido e/ou existe défice de vitaminas. 

Estomatite aftosa herpetiforme

Mais raras ainda são as aftas herperiformes. Podem aparecer como aglomerados de pequenas úlceras, geralmente de pequena dimensão, em qualquer zona da boca. São muitas vezes confundidas com lesões provocadas pelo herpes.

É comum verificar-se em doentes com Síndrome de Behçet – embora que, nestes casos, essas lesões podem localizar-se também noutras áreas do corpo, como nos olhos e nos orgãos genitais.

Sintomas

Tal como já foi dito, o sintoma mais comum da afta caracteriza-se pela formação de uma úlcera na boca. Esta pode ocorrer, por exemplo, na língua, zona da bochecha, na parte interna do lábio e também no céu da boca.

Esta inflamação pode ser grande ou pequena, sendo que a mancha é redonda ou oval e apresenta uma cor vermelha, com um centro branco e amarelo.

Na realidade, uma pessoa pode ter mais do que uma afta de cada vez e, geralmente, estas começam com uma sensação dolorosa de queimação ou formigueiro, que têm lugar uns dias antes da ferida aparecer.

Em casos mais graves, pode ter alguns sintomas associados, tais como:

  • Febre;
  • Gânglios inchados;
  • Cansaço.

Em que situações se deve consultar um médico?

Em geral, as aftas na boca não são motivo para grande preocupação, uma vez que acabam por desaparecer, ao fim de alguns dias, por si só. Ainda assim, há casos que necessitam de maiores cuidados e atenção. Consulte um médico ou um Médico Dentista se estiver perante estas situações:

  1. Aftas de grande dimensão;
  2. Surtos e feridas frequentes;
  3. Febre alta;
  4. Diarreia;
  5. Erupção cutânea;
  6. Enorme dificuldade para comer e beber;
  7. Feridas que se alastram para os lábios;
  8. Sinais de infeção na zona circundante à afta;
  9. Aftas persistentes, que se arrastam por duas semanas ou mais;
  10. Úlceras nos orgãos genitais ou nos olhos.

imagem de jovem mulher a queixar-se de dor na boca

Como se faz o diagnóstico de uma afta na boca?

Quando estas lesões aparecem apenas na boca, um exame físico feito por um Médico ou por um Médico Dentista pode ser suficiente para o diagnóstico.

Além disso, pode também ser solicitado um exame ao sangue e uma biópsia, de forma a determinar se existem outras patologias que possam estar a provocar estas lesões. 

As aftas não são contagiosas

As aftas na boca são uma chatice. Causam dores e um desconforto quase constante. Mas, pelo menos, não são transmissíveis e, portanto, não se tem que preocupar com isso. No fundo, a afta é uma doença não infeciosa.

O importante aqui é não confundir as aftas com o herpes, que é bastante contagioso. O herpes manifesta-se, sobretudo, nos lábios ou ao redor da boca e apresenta diferentes sintomas em comparação com as aftas. Normalmente, o herpes provoca uma sensação de picada e de queimação.

As aftas são mais comuns durante a gravidez

Aparentemente, as mulheres são mais susceptíveis a terem aftas durante a gravidez. Na verdade, isso ppode ser explicado pelos baixos níveis de ferro e ácido fólico – algo que é mais frequente ter lugar durante o período de gestação.

Estas feridas também podem aparecer na garganta e nas gengivas

As aftas também podem surgir tanto na garganta como nas gengivas e isso não é tão raro quanto se possa imaginar. Mas é só uma questão de localização, porque as implicações são exatamente as mesmas.

O que é que causa as aftas na boca?

Até aos dias de hoje, ainda não se chegou a uma conclusão sobre o real motivo para a causa das aftas. Em todo o caso, existem alguns fatores que aumentam o risco de sofrer deste problema:

Aftas comuns

  • Stress;
  • Alguns alimentos cítricos, ácidos, duros e salgados – laranja, limão, abacaxi, maçã, tomate, frutos secos, snacks, batatas fritas, chocolate;
  • Reação alérgica a pasta de dentes ou a um enxaguatório bucal;
  • Infeção pela bactériahelicobacter pylori;
  • Antiinflamatórios não esteróides (por exemplo, o ibuprofeno);
  • Alterações hormonais;
  • Trauma físico – danos no revestimento da boca;
  • Histórico familiar/ genética;
  • Maus hábitos de higiene oral;
  • Dieta desequilibrada;
  • Tabaco;
  • Refluxo gastroesofágico;
  • Escovagem com demasiada pressão;

Aftas complexas

  • Certas condições de saúde: sistema imunológico debilitado, lúpus, HIV, lúpus ou doença de Behçet, patologias gastrointestinais (doença celíaca ou de Crohn);
  • Défice de vitaminas (B12, zinco, ácido fólico ou ferro);

Médico Dentista a falar com o paciente

Como curar as aftas?

Não existe uma cura milagrosa. As aftas comuns não precisam de tratamento, uma vez que cicatrizam por conta própria.

Tal como já foi referido, não existe nenhum remédio comprovado, que tenha a capacidade de acabar com as aftas e de as impedir de retornar.

Em todo o caso, a dor e o desconforto podem ser aliviados com recurso a algumas técnicas, medicação e remédios caseiros.

No fundo, aquilo que se faz centra-se mais na redução dos sintomas e da inflamação, ao mesmo tempo que se promove um mais rápido processo de cicatrização.

Algumas soluções que podem aliviar as dores e o desconforto:

  • Colutórios bucais específicos – com solução antissética e antibacteriana;
  • Gel Oral;
  • Suplementos nutricionais;
  • Analgésicos e anti-inflamatórios – sempre sob prescrição médica.

É possível prevenir o aparecimento das aftas?

As aftas podem aparecer de um momento para o outro, sem que nada o faça prever. Ainda assim, existem alguns comportamentos que diminuem a probabilidade de vir a sofrer destas lesões.

A melhor forma de evitar as aftas passa por eliminar as causas que motivam esta inflamação.

Próteses desajustadas ou dentes partidos (ou em mau estado) devem ser alvo de intervenção.

Marque uma consulta no Médico Dentista de forma a avaliar o seu caso.

Marcar Consulta

Algumas mudanças na dieta também podem ajudar muito. Evite comidas e bebidas picantes, duras, salgadas, cítricas ou ácidas. 

E, por outro lado, opte por uma alimentação rica e variada. Dê preferência a alimentos ricos em vitaminas e minerais e beba muita água ou chás (sem adição de açúcar).

Além disso, é importante que mastigue bem a sua comida e evite falar enquanto faz isso. O seu estômago não tem dentes, já parou para pensar?

A utilização de uma escova de dentes macia também pode ajudar.

Tudo porque as aftas podem surgir como consequência de mordeduras involuntárias e de uma escovagem desadequada.

Aprenda como escovar os dentes, através deste conjunto de técnicas que partilhamos consigo.

Por fim, e não menos importante, evite o consumo de álcool e, caso fume, largue o tabaco de uma vez por todas.

Conclusão

As aftas na boca são um problema chato, mas temporário. Incomodam muito, sobretudo porque são dolorosas.

Nos dias que correm, ainda não se sabe ao certo porque acontece. Ainda assim, há alguns fatores que parecem fazer desencadear a doença, como teve a oportunidade de conhecer neste artigo.

Costuma ter aftas?

Vai aplicar os conselhos de prevenção que partilhamos consigo?

Fale-nos disso tudo, em baixo, nos comentários. Está à vontade.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
imagem exemplo de um blog

Tudo sobre a Sensibilidade Dentária: quais são os sintomas, as causas, e como tratar?

Neste artigo saiba como quais são as causas da sensibilidade dentária e de que forma a pode prevenir e tratar. Fique por dentro de tudo.
imagem de um implante dentário em titânio

Titânio: por que é tão importante para a Medicina Dentária?

O Titânio é um material muito polivalente e, melhor do que tudo, biocompatível. Neste artigo vai ficar a perceber porque é tão usado na Medicina Dentária.
imagem de um dos tipos de aparelhos dentários

Tipos de aparelhos dentários – tudo o que precisa de saber

Quer ficar a conhecer que tipos de aparelhos dentários existem e qual poderá ser a melhor opção para o seu caso? Então descubra neste artigo.

Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de

Aparelho Dentário ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

Quanto custará o seu Tratamento de

Aparelho Dentário ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

Sobre a
AngelSmile

foto clinica angelsmile lisboa

Obtenha o sorriso que sempre desejou de forma fácil e organizada.

Cada visita é planeada com clareza. Sabe sempre o que está a acontecer e o dinheiro deixou de ser umproblema impeditivo. Descubra

Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de

Aparelho Dentário ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

As nossas Clínicas

Tratamento à distância

©2021 AngelSmile.Todos os direitos reservados.
©2021 AngelSmile. Todos os direitos reservados.

Damos valor à sua privacidade. Ao clicar em "Aceitar", concorda com o armazenamento de cookies no seu dispositivo para uma melhor experiência por parte do utilizador e ajudar nas nossas iniciativas de marketing. Saiba mais

Damos valor à sua privacidade. Ao clicar em "Aceitar", concorda com o armazenamento de cookies no seu dispositivo para uma melhor experiência por parte do utilizador e ajudar nas nossas iniciativas de marketing. Saiba mais