Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de 

Aparelho Dentário ?

Preço do tratamento de Aparelho Dentário ?

logo principal AngelSmile

Aparelho Dentário

Dente do Siso – Guia Completo: Dores, Tratamento, Preço e Recuperação

Sente muitas dores e desconforto por causa de um dente do siso? Tem medo que este possa estar a entortar os outros dentes, por falta de espaço na boca? 

Está em dúvida se deve retirar ou não? 

Então, este Guia bastante completo poderá ajudar bastante, já que respondemos às maiores dúvidas que as pessoas têm em relação ao tema. 

No fundo, saiba quais são os sintomas que precisa de ter em atenção e conheça todos os pormenores acerca da cirurgia e da recuperação. 

Vamos a isso? 

O que é o Dente do Siso? 

Os terceiros molares, vulgarmente conhecidos por dentes do siso, são os últimos dentes a nascer na dentição adulta. Isso acontece, geralmente, entre os 17 e os 25 anos de idade. 

A título de curiosidade, foram designados como dentes do siso por aparecerem numa fase em que as pessoas estão mais maduras e, portanto, também mais “sisudas”. 

Estes dentes crescem na parte de trás da gengiva e nascem, por norma, quando todos os outros dentes “adultos” já estão no devido lugar.

Por vezes, não existe espaço suficiente na boca para que apareçam de forma harmoniosa ou cresçam de maneira adequada. Por isso mesmo, é comum que provoquem dores e outros problemas.

Localização do dente do siso

Para que serve o dente do siso?

Acredita-se que estes dentes surgiram para fazer face à dieta dos nossos ancestrais, que consistia basicamente em frutos secos, carne, folhas e raízes.

Com o desenvolvimento da agricultura, as dietas moles foram-se tornando mais comuns. Tal facto levou a que os maxilares se tornassem menos desenvolvidos – e, com isso, o espaço para os dentes do siso começasse a ficar mais reduzido. 

Os especialistas em Biologia Evolutiva indicam que este tipo de dentes deixou de ter utilidade para o ser humano e que, por isso, o mais provável é que desapareçam com o decorrer das gerações, com a evolução da espécie. 

Quantos dentes são?

As pessoas podem ter um, dois ou três dentes do siso, mas o normal é que tenham 4. No fundo, um por cada quadrante da boca (2 em cima e 2 em baixo). 

Há ainda pessoas que não têm qualquer dente do siso ou que nascem com mais de 4. Neste último caso, os dentes extra são chamados de dentes supranumerários. 

Imagem de uma radiografia dentária a mostrar onde ficam os 4 dentes do siso
A maioria das pessoas tem 4 dentes do siso

Todas as pessoas têm dentes do siso?

Tal como foi dito no ponto anterior, há pessoas que não tem nenhum dente do siso e isso  não é assim tão raro quanto se possa imaginar.

O porquê disso acontecer ainda é, por estes dias, desconhecido. Ainda assim, pode dever-se a fatores genéticos. Por exemplo, é comum passar de pais para filhos.

A erupção do dente do siso é normalmente dolorosa?

A erupção destes dentes pode ser dolorosa, sobretudo devido ao aparecimento da pericoronarite – inflamação da gengiva na zona do dente do siso.

Infografia sobre Pericoronarite

O que são os dentes do siso inclusos?

Nem todos os dentes do siso chegam a nascer e ficam expostos. Há também casos de dentes que surgem na cavidade bucal de forma incompleta. 

O dente do siso incluso é aquele que não nasce e que, portanto, não fica visível na boca. A erupção destes dentes também pode ser parcial. Isso acontece quando apenas uma parte do dente irrompe da gengiva. A estes casos dá-se o nome de dentes do siso semi-inclusos. 

Este é um problema que acontece com bastante frequência e que, muitas vezes, causa alguns problemas. Tal acontece porque estes dentes são, por norma, mais difíceis de limpar, o que aumenta a probabilidade do aparecimento de cáries e doenças gengivais.

Um dente do siso incluso prende resíduos de alimentos e acumula placa bacteriana com facilidade. Por isso mesmo, é comum verificarem-se casos de inflamação, inchaço, sensibilidade nas gengivas e mau hálito.

O grande motivo para o aparecimento de dentes inclusos deve-se à falta de espaço nas arcadas. Ainda assim, estes também podem surgir por questões hereditárias e traumas dentários durante a infância.

imagem de um dente do siso incluso
Dente do siso quando está incluso

Qual é a diferença entre os sisos normais e os inclusos?

A principal diferença entre os dentes do siso normais e inclusos é apenas uma: os dentes normais nascem sem problemas e os dentes inclusos (ou semi-inclusos) só aparecem parcialmente ou até nem conseguem nascer.

É uma situação grave?

O facto de ter dentes do siso inclusos (ou semi-inclusos) normalmente não levanta grandes preocupações, por si só. Por exemplo, nem sempre os dentes que nascem numa posição vertical precisam de ser removidos. 

Estes só precisam verdadeiramente de ser retirados quando impedem que a higiene oral seja feita de forma adequada, bem como nos casos em que estejam a provocar cáries, doenças gengivais e dor.

Ainda assim, e apesar de ser muito raro, os dentes inclusos, que não são removidos, podem ter sérias repercussões, tais como:

  • Desenvolvimento de quistos no dente: que pode atingir o osso maxilar e danificar outros dentes.
  • Infeção dentária ou gengival;
  • Desconforto crónico na boca.

Dente do siso a nascer? Saiba o que fazer

O dente do siso, quando está prestes a nascer, dá alguns sinais – subtis para algumas pessoas sortudas e dolorosos para outras. Contudo, ao contrário do que muita gente pensa, nem sempre é necessária a sua extração. Mas, afinal, quando é que isso deve ser feito? Perceba agora!

Deve arrancar o dente do siso?

A extração do dente do siso deve ser realizada quando estes dentes estão desalinhados e/ou causam inflamações, dores e outros problemas.

Mais concretamente, a intervenção está indicada quando:

  • Os hábitos de higiene oral são difíceis de ser realizados;
  • Os dentes vizinhos são “empurrados”;
  • Existem casos de dentes inclusos ou semi-inclusos (que não conseguem nascer ou estão em má posição);
  • Causam dores recorrentes, seja na boca, mandíbula ou ouvidos;
  • Existem infeções regulares;
  • Se assistem a alterações na mordida e na fala;
  • Além disso, por vezes, são retirados para criar espaço na boca para os tratamentos com aparelhos dentários.

A idade ideal para a extração dos dentes é entre os 15 e os 25 anos – período em que as raízes estão quase formadas.

Um estudo realizado nos Estados Unidos afirma que os dentistas recomendam a extração dos terceiros molares em quase 60% dos seus pacientes. As principais causas são o posicionamento desfavorável, a fraca possibilidade de erupção destes dentes, bem como a prevenção de problemas futuros. 

imagem de Médico Dentista com o dente do siso extraído
Dente do siso extraído

O nascimento dos dentes do siso pode levar ao desalinhamento dos outros dentes?

Essa é uma questão controversa, pois há estudos que indicam que isso acontece e outros que atestam precisamente o contrário. 

Caso os dentes estejam indicados para extração, convém fazê-lo o mais cedo possível para evitar complicações em adulto.

Em que situação é que é possível não tirar?

Na verdade, nem todos os dentes do siso dão problemas. Devem ser extraídos apenas quando estão associados a uma patologia existente ou a uma possível patologia futura – e caso não sejam fundamentais para a manutenção da mastigação normal.

Cirurgia para Dente do Siso

A extração dos dentes do siso é um procedimento realizado com anestesia local, para que não sinta dor durante a remoção. Os anestésicos mais utilizados são a lidocaína, a mevipicaína ou a lidocaína. 

Normalmente, é uma cirurgia de curta duração – não costuma durar mais do que 45 minutos. Ainda assim, esse tempo varia conforme a forma, a posição do dente, bem como a gravidade do caso. 

Na maior parte das situações, esta é uma intervenção bastante simples.

Mas podem existir casos onde esta é complexa. Quando isso acontece, o procedimento poderá ter que ser realizado por um Médico Cirurgião, da especialidade Maxilo-Facial. Este é um profissional extremamente capacitado para lidar com casos “bicudos” e com possíveis complicações que possam ter lugar.

Por vezes, é necessário seccionar o dente e remover cada raíz individualmente, ou mesmo abrir espaço para o dente, para que este possa sair do osso.

Quando a extração é arriscada, pode ser indicada a coronoplastia, que consiste em cortar o dente pela raiz. Isso evita complicações associadas com a sua erupção.

Imagem de Médico Dentista a sorrir

Remoção do Dente do Siso (Passo a Passo)

  1. Antes da cirurgia ser realizada, é aplicada anestesia local, através de uma injeção para o efeito. A intervenção também pode ser realizada com anestesia geral, mas isso é raro acontecer  – só mesmo em situações mais desafiantes e complexas.  
  2. Caso o dente não tenha nascido (dente incluso), é feito um pequeno corte na gengiva com o objetivo de o alcançar. Por vezes, o pedaço de osso que se sobrepõe ao dente precisa de ser removido. Além disso, existe a possibilidade de cortar o dente em pequenos pedaços, de forma a facilitar a extração.
  3. É provável que sinta uma ligeira pressão, poucos momentos antes do dente ser removido, uma vez que é necessário balanceá-lo para o retirar.
  4. O mais normal é que não sinta qualquer tipo de dor durante a cirurgia. Ainda assim, se em algum momento, sentir um desconforto estranho, é possível pedir ao Médico Dentista (ou ao cirurgião) para reforçar a dose de anestesia.

Remoção do dente do siso (animação)

Devo tirar sempre os dentes do siso?

Não, nem sempre. Este é, porventura, um mito que se instalou na nossa sociedade. Quer isto dizer que, sempre que os dentes do siso nasçam de forma harmoniosa e não causem problemas, não precisam de ser retirados.

As dores são sinónimo que devo tirar?

A dor é, normalmente, o primeiro sinal que algo não está bem na sua boca. Por vezes, a extração é a única forma de resolver este problema de uma vez por todas. 

Por tendência, a erupção dos dentes do siso não é dolorosa. Ainda assim, e tendo em conta a também a sua localização, o nascimento incompleto dos dentes (dentes do siso incluso) pode levar a uma propagação de bactérias. Por isso mesmo, é comum assistir-se à inflamação das gengivas –  que provoca dor, inchaço ou mau hálito, por exemplo. 

Quais são os sintomas dos dentes do siso e como é que os posso identificar?

Quando os dentes do siso estão a nascer podem-se verificar alguns sintomas como sensibilidade e desconforto, na parte de trás da boca.

É possível que isso aconteça apenas num dos lados da boca e é comum que as gengivas fiquem inchadas nesta região.

imagem de paciente com dor de dentes forte
Dor na boca é o sintoma mais comum

É normal o dente estar inflamado?

Um dente do siso, sobretudo quando está incluso, pode provocar dor, inchaço e inflamação nas gengivas. Além do mais, quando não existe espaço suficiente na boca para este nascer, pode fazer com que outros dentes se movam ligeiramente, provocando desconfortos na boca. 

Qual a melhor forma de identificar o problema?

Em certos casos, a dor no dente do siso pode ser muito forte e, tal como já foi dito, esse desconforto aparece geralmente na parte de trás da boca ou na mandíbula. 

As gengivas inchadas e cortadas são os principais sintomas que os dentes estão a nascer, mas não são os únicos. 

Outros sintomas:

Devo ir a um dentista para entender o meu problema?

Os dentes do siso nem sempre incomodam e dão problemas. Em todo o caso, se estes estiverem a causar uma dor fora do normal, o melhor mesmo é marcar uma consulta no Médico Dentista, de forma a avaliar a sua situação.

No fundo, este é o melhor profissional para verificar se os seus dentes precisam mesmo de ser removidos. 

Caso isso aconteça, uma ortopantomografia (radiografia panorâmica) é suficiente para o diagnóstico e para a definição do plano de tratamento. 

Em casos específicos, pode ser solicitado um TAC à boca, com o objetivo de observar a sua relação espacial, em 3 dimensões.

Não adie a sua visita ao dentista, caso exista algum problema dentário. É muito importante que marque a sua consulta o mais rapidamente possível. Para seu bem, não espere pelo seu check-up dentário que costuma fazer. 

Médico Dentista a falar com o paciente

Quais são os tratamentos para o dente do siso? 

Em primeiro lugar, o tratamento dos sintomas do dente do siso tem que ter em conta a causa do problema. A melhor forma de prevenir os sintomas é através de hábitos de higiene oral adequados. 

Estes dentes podem ser muito difíceis de higienizar, muito por causa da sua localização na boca. É por isso que estes se deterioram facilmente e causam muitos problemas. 

Os dentes do siso devem ser limpos, com muito cuidado, de manhã e à noite, com uma escova elétrica ou com uma escova de dentes tradicional (macia, de preferência). Usar anti-sépticos orais também pode contribuir para que mantenha os dentes do siso saudáveis, tendo em conta que estão presentes numa zona de difícil acesso.  

Conheça mais soluções:

  • Conheça mais soluções:
  • Gel anestésico;
  • Aplicar pacote de gelo na zona afetada;
  • Enxaguar com extrato de baunilha e óleos essenciais.

Como se pode prevenir as inflamações nos dentes do siso?

De forma a evitar que os dentes siso inflamem, deve visitar o dentista regularmente (1 vez de 6 em 6 meses). Para além disso, deve higienizar essa zona com cuidados redobrados.

Da mesma forma, recomendamos a utilização de fio dentário, escovilhões e colutórios, para aumentar a eficácia da limpeza.

Qual o melhor tratamento?

Existe apenas um tratamento para os problemas causados pelo dente do siso, que é a extração.

Se tem um dente do siso que está a ser uma valente “dor de cabeça” para si, mesmo com cuidados de higiene adequados, a única maneira de resolver esse assunto, de uma vez por todas, é através da cirurgia de remoção.

Conheça mais soluções:

  • Conheça mais soluções:
  • Gel anestésico;
  • Aplicar pacote de gelo na zona afetada;
  • Enxaguar com extrato de baunilha e óleos essenciais;

imagem de dente do siso acabado de ser extraído

Pós-operatório: cuidados a ter

O período de recuperação pode ser acompanhado de dor. Esse desconforto é, em regra, ultrapassado num período de 3 a 10 dias após a extração.

Outros sintomas recorrentes:

  1. Inchaço;
  2. Sensação de mau hálito;
  3. Trismo (rigidez da articulação).

O que fazer depois da cirurgia?

  • Colocar gelo na face;
  • Ingerir alimentos semi-líquidos e frios;
  • Cumprir o esquema de medicação prescrito pelo Médico Dentista.

O que evitar?

  • Esforços físicos;
  • Estar em ambientes quentes;
  • Fazer movimentos bruscos com a cabeça;
  • Baixar ou inclinar demasiado a cabeça;
  • Cuspir, bochechar ou tossir/espirrar com vigor (para impedir que o coágulo se desloque);
  • Fumar.

Qual é o preço para remover um dente do siso?

O valor da extração de um dente do siso varia conforme a complexidade do caso. No fundo, vai depender do nível de dificuldade do procedimento e se este é realizado num consultório de um dentista ou num hospital. 

Retirar um dente do siso incluso é mais caro do que tirar um dente do siso que nasceu normalmente. 

Além disso, os Dentistas especializados em cirurgias da boca e os Médicos Especialistas em cirurgia Maxilo-Facial podem chegar a cobrar do dobro, pelo mesmo tratamento, em relação aos outros Dentistas. 

O custo da extração fica normalmente entre os 50 e os 250 euros.

Conclusão

Os dentes do siso são os últimos dentes a nascer na dentição adulta e também os que mais problemas dão. 

É comum tratarmos pessoas que se queixam de dores e inflamações recorrentes, mesmo com cuidados de higiene oral adequados. 

Está a passar por isso neste momento? É algo que para si já é habitual? 

Então resolva essa questão de uma vez por todas. 

Marque uma consulta no Médico Dentista e saiba se deve mesmo optar pela extração. Não viva com dúvidas. 

Como já teve a oportunidade de ler, a remoção do dente do siso é um procedimento odontológico muito comum, sendo que as complicações são praticamente inexistentes. 

E se ficou com mais alguma dúvida sobre este assunto, sinta-se à vontade para entrar em contacto connosco ou então deixar um comentário.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Imagem de paciente a ranger os dentes (bruxismo)

Tudo sobre o Bruxismo: o que é, quais são os sintomas e como tratar?

O bruxismo é uma atividade involuntária pode trazer várias complicações na boca. Fique a saber como deve enfrentar este problema.
imagem exemplo de um blog

Tudo sobre a Sensibilidade Dentária: quais são os sintomas e como tratar?

Neste artigo saiba como quais são as causas da sensibilidade dentária e de que forma a pode prevenir e tratar. Fique por dentro de tudo.
imagem de um implante dentário em titânio

Titânio: por que é tão importante para a Medicina Dentária?

O Titânio é um material muito polivalente e, melhor do que tudo, biocompatível. Neste artigo vai ficar a perceber porque é tão usado na Medicina Dentária.

Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de

Aparelho Dentário ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

Quanto custará o seu Tratamento de

Aparelho Dentário ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

Sobre a
AngelSmile

foto clinica angelsmile lisboa

Obtenha o sorriso que sempre desejou de forma fácil e organizada.

Cada visita é planeada com clareza. Sabe sempre o que está a acontecer e o dinheiro deixou de ser umproblema impeditivo. Descubra

Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de

Aparelho Dentário ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

©2021 AngelSmile.Todos os direitos reservados.
©2021 AngelSmile. Todos os direitos reservados.