Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de 

Aparelho Dentário ?

Preço do tratamento de Aparelho Dentário ?

logo principal AngelSmile

Aparelho Dentário

Ortodontia: quem precisa e qual é o processo para um sorriso alinhado?

paciente satisfeita com tratamento de ortodontia

Através da Ortodontia, é possível atingir muitas coisas: sorrisos mais bonitos, uma melhor saúde oral e uma maior qualidade de vida para pessoas de todas as idades.

Esta é uma especialidade capaz de corrigir problemas graves de posicionamento dentário e dos maxilares. E com resultados fantásticos. 

Quer perceber em que casos pode ser necessário recorrer a um Ortodontista? E como funciona todo o processo… 

Então é possível que este artigo responda a todas as suas dúvidas. Vamos a isso?

Ortodontia: o que é?

A Ortodontia é uma especialidade, devidamente reconhecida pela Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), que tem como finalidade corrigir as posições dos dentes e dos maxilares. 

No fundo, o objetivo do ortodontista é sempre o de proporcionar uma oclusão correta para uma melhor funcionalidade e estética do sorriso. 

Como saber se preciso de ir a um ortodontista?

Em primeiro lugar, recomenda-se a toda a gente a marcação de uma consulta de avaliação ortodôntica. Por rotina, isso deveria ser feito logo por volta dos 6 anos. 

Assim sendo, se por exemplo o seu filho já atingiu essa idade, é importante que o faça.

Os problemas ortodônticos são muito comuns. No caso dos aparelhos dentários, há vários estudos que apontam que são mais as pessoas que precisam de alinhar os dentes do que aquelas que não precisam.

Médico Dentista a falar com o paciente

Problemas mais comuns exigem tratamento por parte de um Ortodontista

Dentes projetados

Acontece quando os dentes, superiores ou inferiores, estão projetados em relação ao outro maxilar. Para além de grande impacto estético, este problema pode causar nos pacientes muita dificuldade na mastigação e corte dos alimentos.

Sobremordida

Tem lugar quando os dentes superiores cobrem, em grande medida, os dentes inferiores. Este problema pode levar ao trauma oclusal e também ao desgaste dos incisivos da arcada inferior. 

Mordida Aberta

Existe quando os dentes do maxilar superior não conseguem contactar com os do maxilar inferior, não conseguem ocluir.

Mordida Cruzada 

Acontece quando os dentes do maxilar superior encaixam por dentro dos do maxilar inferior.

Diastema

Estes são espaços que podem surgir entre os nossos dentes. 

Podem ser fechados com a colocação do aparelho, mas é necessário avaliar por que razão existem. 

Se for por falta de proporção, no final do tratamento ortodôntico, é necessário recorrer a outro tratamento, como facetas ou restauração estética.

Imagem de um diastema
Diastema

Pré-reabilitação 

Antes de se colocar implantes ou coroas, pode ser necessário proceder-se a um tratamento ortodôntico. 

Por exemplo, quando se remove um dente e não se coloca implante de imediato, esse espaço vai sendo ocupado pelos dentes adjacentes, que vão inclinando. 

A desinclinação, para ser possível a reabilitação do espaço edêntulo, necessita ser feita com aparelho ortodôntico que pode ser colocado apenas parcialmente na zona que queremos corrigir.

Bruxismo

Nem sempre um tratamento ortodôntico ajuda no tratamento do bruxismo

Nos dias que correm, as causas desta condição ainda não estão bem estabelecidas. Ainda assim, estudos mais recentes referem que estas estão muito relacionadas com fatores emocionais, tais como o stress e a ansiedade. 

A correção ortodôntica pode ser muito importante apenas nos casos de bruxismo em que existe uma maloclusão ou dentes tortos, que não se encaixam bem.

O bruxismo está muito associado a estados de stress e ansiedade

Tipos de Ortodontia

A ortodontia pode ser dividida em 3 tipos básicos: preventiva, intercetiva e corretiva.

Preventiva

A ortodontia preventiva preocupa-se com a prevenção de futuros problemas de oclusão.

Acontece, por norma, durante a infância e tem o papel de evitar a possível utilização de aparelhos dentários, extração de dentes permanentes e até a realização de cirurgias, como é o caso da ortognática – que vamos abordar mais à frente neste artigo. 

Interceptativa

A ortodontia interceptativa tem lugar quando o Médico Dentista diagnostica alguma alteração, que pode afetar a funcionalidade e estética da boca. Acontece, normalmente, na fase da primeira dentição ou dentição mista. 

O tratamento tem o objetivo de se evitar uma abordagem mais complexa no futuro e pode passar pela utilização de aparelhos simples –  fixos ou removíveis.

Corretiva

A ortodontia corretiva ou tradicional é o tipo de tratamento ortodôntico mais comum. Surge quando os problemas de oclusão e posicionamento dentário estão já instalados na dentição permanente.  

Para isso, são utilizados aparelhos dentários móveis ou fixos, de maneira a se atingir uma movimentação gradual dos dentes para a posição correta. 

Ortodontia Online

Em Portugal esta ainda não é uma prática muito conhecida, mas lá fora, nomeadamente nos Estados Unidos, é possível comprar alinhadores, através da internet, a empresas como a Smilelove ou a  SnapCorrect

No caso, o que acontece é que se adquire um produto, mas a sua aplicação tem que ser feita em casa, sem a ajuda do Médico Dentista. 

Sendo assim, estes tratamentos acabam por ficar mais baratos e poupa-se o tempo que se perde em consultas.  

Mas será que vale a pena optar por esta solução?

A nossa resposta é: nem pensar! 

Esta é uma prática que traz mais riscos do que benefícios. 

Mesmo que o produto seja muito bom, quando este é mal aplicado pode criar uma série de problemas que, no limite, levam a danos irreversíveis na sua boca. 

O dinheiro, que se pensa estar a poupar, não compensa o perigo. Já viu o que era ter que ter que gastar milhares de euros em ações corretivas, no futuro, por causa disso?

Um tratamento ortodôntico é um processo que necessita de um rigoroso acompanhamento por parte do Médico Dentista. Esse é sempre o caminho mais seguro e, portanto, o melhor para si. 

Imagem de Médico Dentista a analisar radiografia periapical

Como funciona um tratamento odontológico?

Para que obtenha o sorriso que sempre sonhou, do ponto de vista da estética e da funcionalidade, é fundamental que o tratamento ortodôntico siga estas 3 fases principais:

  1. Planeamento;
  2. Fase ativa;
  3. Fase de retenção.

Etapas do tratamento

Os tratamentos ortodônticos convencionais dividem-se normalmente nestas fases:

  • Avaliação clínica e radiográfica do paciente;
  • Tratamento dentário (se necessário);
  • Consulta ortodôntica;
  • Estudo e planeamento do caso;
  • Colocação do aparelho;
  • Consultas de manutenção;
  • O aparelho é retirado;
  • Colocação de contenções ortodônticas – para manter resultados.

Quando deve iniciar?

Em condições ideais, o aparelho dentário deve ser colocado entre os 8 e os 14 anos, numa altura em que a criança perdeu a maioria dos dentes de leite e grande parte dos dentes permanentes já cresceram. 

Os dentes tendem a reagir melhor ao processo de alinhamento quando a boca ainda está em fase de crescimento.

Ainda assim, os aparelhos não são apenas para as crianças e adolescentes. Também podem ser usados, tranquilamente, por adultos que queiram corrigir certos problemas ortodônticos e melhorar o sorriso. 

imagem de um aparelho dentário metálico
Aparelho dentário metálico

Quanto tempo demora este processo?

Alguns tratamentos ortodônticos podem demorar apenas 6 meses (quando se trata de casos muito leves), mas o mais normal é que durem por volta de 2 anos

Tudo depende do caso e do tipo de aparelho que escolher. 

Por exemplo, o tratamento com alinhadores invisíveis é, por norma, mais rápido do que quando comparado com o de aparelhos metálicos tradicionais. 

É preciso fazer manutenção do aparelho ortodôntico?

Se estiver a usar um aparelho metálico tradicional, terá que fazer consultas de manutenção no Médico Dentista com frequência – geralmente, são muito rápidas (15-20 minutos) e acontecem 1 vez por mês. 

No caso dos alinhadores invisíveis, essas consultas também têm que existir, mas são mais espaçadas. O período entre consultas é definido pelo Médico Dentista, tendo em conta cada situação. 

Tipos de aparelhos ortodônticos

Nos dias que correm, são várias as opções de aparelhos dentários que pode encontrar no mercado. Há soluções para todos os gostos, desde removíveis a fixas.

A seguir, conheça algumas delas. 

Ortodontia Fixa

Existem vários tipos de aparelhos dentários fixos, que podem ser divididos em dois grandes grupos: os metálicos e os estéticos.

Metálicos (tratamento ortodôntico convencional)

São os mais conhecidos de todos os aparelhos dentários e os que habitualmente associamos a um tratamento ortodôntico. Neste tratamento, recorre-se a uma série de acessórios como bandas e brackets para garantir a movimentação dentária.

Estéticos – Aparelhos ortodônticos de cerâmica ou safira

São em tudo semelhantes aos aparelhos metálicos convencionais em termos de funcionamento. A diferença é que são muito mais discretos. Este tipo de aparelhos fixos é feito num material semelhante à cor do nosso dente e, portanto, consegue ficar bastante mais subtil.

Ortodontia Invisível

Os aparelhos invisíveis são muito usados por adultos – por serem por norma mais caros -, os alinhadores são bastante finos, transparentes e encaixam no dente com alguma pressão. 

Essa pressão vai movimentando o dente suavemente para a posição final pretendida. 

Por ser uma solução muito discreta e estética – fazendo com que ninguém perceba que está a usar aparelho ortodôntico – é cada vez mais uma solução desejada pelos pacientes, melhorando a imagem e aumentando a autoestima.

imagem de um jovem a colocar o aparelho invisível
Alinhador invisível

Ortodontia Lingual

Na ortodontia lingual, recorre-se a brackets prototipados, que são feitos à medida do dente de cada paciente, e que, em vez de serem colocados na face externa do dente, são aderidos na face interna, na face que está voltada para a língua. 

Assim sendo, ninguém nota que está a usar um aparelho dentário, já que este está “escondido”. 

A ortodontia é para todos? 

Qualquer pessoa pode usar um aparelho dentário, independentemente da idade. A única condição é que se tenha os dentes e as gengivas em bom estado.

Na realidade, é cada vez mais comum o tratamento ortodôntico em adultos. Se tem dúvidas, marque uma avaliação e perceba se essa é realmente a solução certa para si. 

Ortodontia infantil

Como já foi dito, a primeira avaliação ortodôntica deve ser feita por volta dos 6 anos, no momento em que começam a nascer os dentes definitivos.

O Ortodontista Pediátrico tem como função identificar possíveis problemas e melhorar a aparência e a função do sorriso de uma criança.

Para isso, podem ser utilizados dispositivos fixos, que fazem uma pressão leve nos dentes, de forma a guiá-los para a posição ideal.

Em certos casos, a utilização de aparelhos dentários na infância é muito benéfica para prevenir e evitar distúrbios que poderiam acontecer mais tarde, durante a fase da adolescência. 

imagem de aparelho para crianças

Tratamento em Adolescentes e Adultos

Na grande maioria dos casos, o recomendado é que o tratamento ortodôntico seja realizado durante a adolescência. Ainda assim, a idade não importa assim tanto, tal como referimos no início deste ponto. 

É possível obter-se grandes resultados mesmo em adultos. 

Em idosos também é possível?

Caso os dentes, as gengivas e as estruturas do maxilar estejam em boas condições, não existe uma idade máxima para se colocar um aparelho ortodôntico. 

A ortodontia em pessoas idosas é possível, mas obviamente que são necessários cuidados redobrados, como um excelente planeamento do tratamento.  

Isso acontece porque é normal que os pacientes mais velhos apresentem uma diminuição óssea, uma condição própria do envelhecimento. 

Ainda assim, em geral, as intervenções ortodônticas em pessoas com mais de 65 anos costumam ser bastante seguras, não apresentando grandes efeitos colaterais e limitações. 

Quem tem implantes também pode usar aparelho?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, habitualmente é possível. 

O que precisa saber é que os aparelhos dentários têm a capacidade de mover os dentes naturais, mas tal não acontece com os implantes – porque são dentes fixos, que ficam diretamente colocados no osso da mandíbula.

Assim sendo, é necessário um planeamento rigoroso por parte do Médico Dentista.

E quantos mais implantes tiver, mais complexo esse trabalho se torna (por vezes, deixa mesmo de ser recomendado).

Mas cada caso é um caso e, por isso, é imprescindível que seja realizada uma análise e um diagnóstico completo por parte do Médico Dentista. 

Cirurgia Ortognática

A cirurgia ortognática é indicada para corrigir problemas mais complexos, que não são possíveis de se resolver através do tratamento ortodôntico. 

Esta intervenção é capaz de pequenos milagres, como a correção de irregularidades dos ossos da mandíbula, bem como do alinhamento entre mandíbulas e os dentes.

Por exemplo, a cirurgia ortognática é recomendada para tratar certos casos de mordida aberta ou quando o queixo é demasiado pequeno ou grande. 

Este é, portanto, um procedimento capaz de restaurar a harmonia facial e a função mastigatória.

imagem de uma radiografia com indicação para cirurgia para ortognática
A cirurgia ortognática é indicada em pacientes com desarmonia facial

Ortodontia: antes e depois

Através da Ortodontia é possível atingirem-se resultados fantásticos. 

Já passaram por nós milhares de casos de sucesso. Estes são alguns dos nossos pacientes que agora sorriem com total confiança e estão mais felizes.

imagem do antes e depois de usar aparelho dentário

Higienização do aparelho ortodôntico

Manter os dentes limpos e as gengivas saudáveis só depende de si. A higiene oral nunca deve ser desleixada, ainda para mais quando está a utilizar um aparelho. Fique agora com algumas recomendações para manter o seu radiante e evitar problemas: 

  • Use uma escova adequada;
  • Limpe os brackets com cuidado e ao seu redor;
  • Utilize o fio dentário com frequência e afinco;
  • Invista num escovilhão;
  • Nunca se esqueça de escovar a língua;
  • Faça bochechos com elixires antissépticos.

Conclusão 

Com a Ortodontia, é possível melhorar a autoestima e a saúde bucal. E o melhor de tudo é que pode ajudar pessoas de todas as idades. 

Há soluções para todos os gostos, desde as tradicionais às mais discretas. 

Sendo assim, não há nenhum motivo para não partir em busca do sorriso que sempre sonhou. 

Marque uma avaliação e perceba qual é o tratamento ideal para o seu caso. Teremos todo o gosto em falar consigo. 

Caso tenha mais alguma dúvida, está à vontade para entrar em contacto. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Imagem de paciente a ranger os dentes (bruxismo)

Tudo sobre o Bruxismo: o que é, quais são os sintomas e como tratar?

O bruxismo é uma atividade involuntária pode trazer várias complicações na boca. Fique a saber como deve enfrentar este problema.
imagem exemplo de um blog

Tudo sobre a Sensibilidade Dentária: quais são os sintomas e como tratar?

Neste artigo saiba como quais são as causas da sensibilidade dentária e de que forma a pode prevenir e tratar. Fique por dentro de tudo.
imagem de um implante dentário em titânio

Titânio: por que é tão importante para a Medicina Dentária?

O Titânio é um material muito polivalente e, melhor do que tudo, biocompatível. Neste artigo vai ficar a perceber porque é tão usado na Medicina Dentária.

Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de

Aparelho Dentário ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

Quanto custará o seu Tratamento de

Aparelho Dentário ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

Sobre a
AngelSmile

foto clinica angelsmile lisboa

Obtenha o sorriso que sempre desejou de forma fácil e organizada.

Cada visita é planeada com clareza. Sabe sempre o que está a acontecer e o dinheiro deixou de ser umproblema impeditivo. Descubra

Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de

Aparelho Dentário ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

©2021 AngelSmile.Todos os direitos reservados.
©2021 AngelSmile. Todos os direitos reservados.