Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de 

Aparelho Dentário ?

Preço do tratamento de Aparelho Dentário ?

logo principal AngelSmile

Aparelho Dentário

Pericoronarite: como aliviar a dor e qual é o melhor tratamento?

Imagem de jovem com dor forte no dente

O seu dente do siso está a nascer, as dores são muitas e a gengiva nessa zona não está com bom aspeto? Então a pericoronarite disse “presente” e vai ter que lidar com isso.

A pericoronarite é uma palavra difícil de dizer, mas nem sempre é um problema difícil de enfrentar.

Neste artigo, vai ficar a saber tudo sobre este assunto. Saiba, entre outras coisas, como aliviar a dor e tratar esta reação inflamatória.

Informe-se para tomar a melhor decisão.

Vamos a isso?

O que é a pericoronarite do dente do siso?

A pericoronarite é a inflamação do tecido gengival e afeta geralmente o terceiro molar (dente do siso).

A pericoronarite é diferente da doença gengival porque ocorre à volta de um dente parcialmente erupcionado – ou seja, quando este não saiu, por completo, da gengiva que o cobre. 

A pericoronarite pode ser crónica ou aguda

No caso da pericoronarite crónica, os sintomas são mais ligeiros, verificando-se uma inflamação leve e persistente na zona afetada. Por outro lado, fala-se em pericoronarite aguda quando os sintomas evoluem para febre, inchaço e dor, tornando-se numa infeção disseminada.

Geralmente, este problema tem lugar quando os dentes do siso não têm espaço suficiente na boca para nascer sem dificuldades.

Com isso, é comum surgirem parcialmente pela gengiva e, tal circunstância, pode causar a inflamação e a infeção gengival nesta área, tudo porque se abre espaço para que os alimentos fiquem presos, bem como para que as bactérias se acumulem e a infeção apareça.

Como é que posso identificar?

Na maior parte dos casos, a pericoronarite dá alguns sinais como a inflamação, inchaço e dor na gengiva, junto ao dente afetado. Além disso, pode sentir um cheiro ou gosto desagradável na boca e uma secreção de pus nessa zona.

O que é uma pericoronarite aguda?

A pericoronarite aguda é uma reação inflamatória que se manifesta, de forma súbita, na gengiva, quando o dente do siso está a tentar nascer.

Envolve, com frequência, sintomas intensos, tais como febre, inchaço e dor, sendo que estes também podem indicar a propagação da infeção.

Se não for tratada, a pericoronarite aguda pode outras repercussões:

  • Inflamação dos gânglios linfáticos;
  • Formação de abcessos;
  • Doença periodontal;
  • Problemas na garganta (faringite e amigdalite)
  • Problemas digestivos.

Infografia sobre Pericoronarite

Quanto tempo é que dura a pericoronarite aguda?

A duração da pericoronarite aguda depende da gravidade do problema, mas 

pode durar de alguns dias a semanas. Geralmente, com o devido tratamento, esta condição de saúde é resolvida em pouquíssimo tempo. É muito importante que se identifique e trate a causa da infeção para que esta não retorne.

Quais são os sintomas da pericoronarite

De seguida, vai perceber quais são os sinais mais comuns causados por esta condição e de que forma esta é diagnosticada.

Como saber se tem pericoronarite?

Se tiver alguns destes sintomas, é muito provável que esteja a sofrer este problema:

  • Gengiva inchada;
  • Vermelhidão do tecido gengivas;
  • Secreção de pus;
  • Dificuldade em abrir a boca e mandíbula;
  • Perda de apetite;
  • Dificuldade ao engolir;
  • Infeção;
  • Mau hálito;
  • Gânglios linfáticos inchados.

imagem de jovem mulher a queixar-se de dor na boca

Como diagnosticar o problema?

A melhor maneira de perceber se está a sofrer de pericoronarite é junto do Médico Dentista. O diagnóstico desta condição de saúde é feito através de um exame físico e pela análise dos sintomas.

Além disso, também pode ser realizado o raio-X para se avaliar a área afetada e descartar outras possíveis patologias.

Tenho sempre mau hálito?

Sempre pode não ter, mas é habitual. A secreção de pus é um dos sintomas mais comuns associados à pericoronarite e tem como consequência causar um terrível cheiro e gosto na boca.

imagem de pessoa a tentar perceber se tem mau hálito

Quais são as causas?

Esta reação inflamatória ocorre sobretudo em jovens adultos, entre os 20 e os 30 anos, sendo que a prevalência é a mesma entre homens e mulheres.

Estas são as causas principais da pericoronarite:

  • Higiene oral desadequada – mais nos casos de pericoronarite aguda;
  • Stress;
  • Infeção respiratória: causada por vírus ou bactérias.
  • Gravidez.

É verdade que a pericoronarite pode matar?

Infelizmente, a pericoronarite pode mesmo tornar-se perigosa, caso não seja tratada num período de algumas semanas. Numa boa parte dos casos, o retalho do tecido ou o dente do siso precisam de ser removidos.

Alguns sintomas mais graves desta reação inflamatória podem obrigar a emergência odontológica. Isso acontece, por exemplo, quando a infeção se espalha rapidamente e os gânglios linfáticos começam a inchar.

Embora seja raro, uma pessoa com pericoronarite pode desenvolver uma patologia grave chamada angina de Ludwig, que, no fundo, é uma infeção que se alastra para a cabeça e para o pescoço.

Também bastante improvável, embora possível, prende-se com o facto da infeção se espalhar pela corrente sanguínea, algo conhecido como sepse, e isso pode pôr uma vida em risco.

Tenho pus? O que devo fazer?

Se tem pus, deve procurar o dentista o mais rápido que lhe for possível. O tratamento é imprescindível, uma vez que esta secreção de cor amarelada pode alastrar para outras áreas da boca e espalhar a infeção.

Todos os casos são graves?

Nem sempre a pericoronarite é algo grave. Ainda assim, nunca a ignore, porque, se não for tratada, pode evoluir para as estruturas adjacentes e promover processos inflamatórios difíceis de tratar.

A pericoronarite relacionada com os dentes do siso é, por norma, um sinal de que a sua boca está demasiado apertada e, por isso, estes dentes precisam de ser removidos antes que causarem mais problemas.

Caso se trate de uma infeção mais grave, que provoca febre e inchaço no rosto e pescoço, consulte, de imediato, o Médico Dentista.

Quanto tempo pode durar a pericoronarite?

Tal como referimos no início do texto, a pericoronarite pode ser dividida entre aguda e crónica.

No caso da pericoronarite aguda, os sintomas são mais intensos, mas desaparecem ao final de alguns dias, com o devido tratamento. Ainda assim,  se a causa inicial da infeção não for tratada, a condição provavelmente retornará.

Por outro lado, na pericoronarite crónica, os pacientes normalmente queixam-se de dores  e um leve desconforto durante 1 ou 2 dias, sendo que o mau hálito também costuma estar presente. Essa pessoa pode estar largos meses sem ter sintomas.

Dois investigadores irlandeses chegaram à conclusão que a gravidez e a fadiga fazem aumentar os casos de pericoronarite.

Quando a gengiva atrás do último dente está inchada trata-se de pericoronarite?

Se notar que tem um dente do siso prestes a nascer – ou parte dele já emergiu da gengiva – o mais provável é que seja. Ainda assim, se nada tiver a ver com a erupção de um dente, já se trata de outro problema. Nesses casos, a causa pode ser trauma, abcesso ou gengivite.

Imagem de Médico Dentista a analisar exame de um paciente

Como aliviar a dor provocada pela pericoronarite?

Fazer bochechos com sal e água morna, preferir alimentos mais macios e fáceis de mastigar e aplicar um medicamento tópico, como os sprays com propriedades calmantes e anestésicas, são maneiras bem simples de aliviar a dor provocada por esta reação inflamatória.

Existem tratamentos caseiros para tratar?

O melhor que pode fazer é consultar o Médico Dentista para que obtenha um plano personalizado de tratamento, porque cada caso é um caso.

Contudo, há algumas coisas que pode fazer em casa que certamente irão ajudar:

  • Bochechar com água salgada morna;
  • Utilizar umirrigador oral;
  • Hábitos de higiene oral muito cuidados;
  • Evitar usar compressas quentes;

Existem remédios para curar?

A pericoronarite é uma reação inflamatória causada por bactérias. Normalmente, são os organismos Gram-negativos que estão por detrás do problema e, por isso, os antibióticos podem ter aqui um papel essencial no tratamento destes casos. O metronidazol ou a amoxicilina são, por norma, bastante eficazes e são prescritos frequentemente. 

A duração do tratamento está dependente da gravidade do problema. Não tome antibióticos indiscriminadamente, porque isso pode ter consequências negativas para a sua saúde. Aconselhe-se sempre junto do seu Médico Dentista e siga à risca todas as indicações que lhe forem dadas. 

imagem de várias caixas de medicamentos
Os antibióticos podem ser prescritos no tratamento da pericoronarite

Existe algum gel para tratamento

Alguns géis com clorohexidina, que são vendidos nas farmácias, podem ser um bom complemento ao tratamento, uma vez que têm propriedades antissépticas e cicatrizantes e previnem o agravamento de problemas gengivais.

Qual o melhor tratamento?

O melhor tratamento vai depender exatamente da situação e da gravidade do problema. Assim sendo, o Médico Dentista é a pessoa ideal para definir qual é o tratamento certo para cada caso.

Apenas num dentista posso resolver o meu problema?

Se a pericoronarite atingir uma área pequena e não se espalhar, dois simples comportamentos podem resolver este problema:

  1. Lavar a boca com água morna e sal;
  2. Limpar a zona afetada, de forma a remover a placa bacteriana e os resíduos deixados pela comida.

Em todo o caso, se não vir melhorias dentro de 5 dias, deve consultar o Médico Dentista.

Quando não existe o devido tratamento, esta inflamação pode durar semanas e evoluir para situação perigosa muito rapidamente.

Mas nem tudo são más notícias. Se enfrentar o problema desde logo, a probabilidade de curar a pericoronarite, em poucos dias, é muito alta.

Como posso limpar a pericoronarite?

Leve a zona infetada com água morna e sal e utilize uma escova de dentes macia para remover a placa bacteriana e os restos de comida. Estes são gestos simples, que vão ajudar a aliviar as dores e a resolver este problema num abrir e fechar.

Imagem de médica dentista a segurar numa escova de dentes

Quais são os preços para tratar o problema?

O preço do tratamento varia conforme a especificidade de cada caso. Se se tratar de algo leve, apenas com uma consulta no dentista – que pode custar entre os 30 e os 50 euros – pode ver o seu problema praticamente resolvido. 

Ainda assim, é frequente encontrarem-se pacientes que precisam de remover os dentes do siso para se evitar que o problema volte a aparecer. A extração desses dentes pode ser bastante simples, mas também muito complexa e, dependendo da situação, os valores da cirurgia variam entre os 50 e os 250 euros.

Como é que deve ser o processo de tratamento?

Se, neste momento, suspeita que está a sofrer destes sintomas, marque uma consulta no dentista. Este profissional irá avaliar o seu caso e perceber qual é o grau de inflamação ou infeção das gengivas, de forma a estabelecer um tratamento ajustado para si.

Quase sempre, depois da correta avaliação, realiza-se uma limpeza profissional e a drenagem da zona que está afetada.  

É recomendado que o paciente reforce os hábitos de higiene oral durante esse período. É essencial escovar-se os dentes cuidadosamente após cada refeição principal. Além disso, deve-se passar o fio dentário pelo menos uma vez por dia. 

De igual forma, enxaguar a boca com elixires com clorexidina ou soluções salinhas pode ser importantes porque ajuda a diminuir o processo inflamatório.

imagem de um elixir bucal

Em situações mais graves, o Médico Dentista pode prescrever antibióticos para o combate da infeção e anti-inflamatórios, com propriedades analgésicas, para aliviar as dores causadas por este problema. 

Além disso, o dentista pode aconselhar a remoção do dente que está a provocar as infeções, especialmente se estas forem recorrentes.

Em quem devo confiar?

Deve confiar no que o Médico Dentista lhe diz, uma vez que este é o profissional certo para ajudar a lidar e a tratar este tipo de problemas.

Quais são as alternativas?

Caso esteja a passar por este problema, pode também aconselhar-se junto do seu Médico de Família. Este profissional de saúde reúne os conhecimentos necessários para identificar e orientar o tratamento para o seu caso. 

De igual forma, pode recorrer ao Estomatologista que, no fundo, é um médico especializado em identificar e tratar patologias que acontecem na boca.

Como prevenir?

A melhor forma de prevenir uma pericoronarite é através da promoção de bons hábitos de higiene oral, tais como:

  • Escovar e passar fio dentário com muita regularidade;
  • Complementar a escovagem com um elixir antibacteriano;
  • Visitar o dentista periodicamente (6 em 6 meses);
  • Seguir todas as recomendações deixadas pelo Médico Dentista;

Conclusão

Neste artigo percebeu que, na maior parte dos casos, a pericoronarite é fácil de resolver com o devido tratamento. 

E quem é a melhor pessoa para definir aquilo que deve fazer?

O médico dentista. 

Marque uma consulta e deixe de ter dores em poucos dias. 

Fazendo isso, pode estar a evitar uma infinidade de complicações que surgem dessa reação inflamatória.

Gostou deste artigo e de todas as informações que lhe deixamos? 

Se ficou com mais alguma dúvida, entre em contacto ou deixe o seu comentário.

Teremos todo o gosto em ajudar!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Imagem de paciente a ranger os dentes (bruxismo)

Tudo sobre o Bruxismo: o que é, quais são os sintomas e como tratar?

O bruxismo é uma atividade involuntária pode trazer várias complicações na boca. Fique a saber como deve enfrentar este problema.
imagem exemplo de um blog

Tudo sobre a Sensibilidade Dentária: quais são os sintomas e como tratar?

Neste artigo saiba como quais são as causas da sensibilidade dentária e de que forma a pode prevenir e tratar. Fique por dentro de tudo.
imagem de um implante dentário em titânio

Titânio: por que é tão importante para a Medicina Dentária?

O Titânio é um material muito polivalente e, melhor do que tudo, biocompatível. Neste artigo vai ficar a perceber porque é tão usado na Medicina Dentária.

Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de

Aparelho Dentário ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

Quanto custará o seu Tratamento de

Aparelho Dentário ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

Sobre a
AngelSmile

foto clinica angelsmile lisboa

Obtenha o sorriso que sempre desejou de forma fácil e organizada.

Cada visita é planeada com clareza. Sabe sempre o que está a acontecer e o dinheiro deixou de ser umproblema impeditivo. Descubra

Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de

Aparelho Dentário ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

©2021 AngelSmile.Todos os direitos reservados.
©2021 AngelSmile. Todos os direitos reservados.