Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de 

Implantes ?

Preço do tratamento de Implantes ?

logo principal AngelSmile

Implantes

Periodontite: o que é e como evitar? – Causas, Sintomas e Tratamento

imagem de jovem com dor na boca causada pela periodontite

A grande maioria das perdas dentárias devem-se à Periodontite. Esta é uma doença gengival grave que danifica o osso e que, sem o devido tratamento, destrói a parte que sustenta os dentes. 

Neste artigo conheça os fatores que levam ao aparecimento da patologia e quais são os sinais que deve ter em atenção. 

E, além disso, saiba como como este problema pode ser tratado e evitado. Fique por dentro de tudo. 

Vamos a isso?

O que é a Periodontite?

A periodontite é uma doença inflamatória crónica que acontece nas gengivas e que provoca a destruição da estrutura que suporta os dentes. 

É desencadeada por bactérias e pode levar à perda de dentes e a outros problemas sérios de saúde. 

Nos adultos, estima-se que 70% das perdas dentárias aconteçam por causa da periodontite. 

Esta patologia é uma consequência da gengivite – a inflamação das gengivas – que surge como uma resposta do organismo às bactérias que se acumulam nos dentes. 

Quando existe gengivite, as gengivas ficam avermelhadas e é comum existir sangramento. Com o tempo, e se não for tratada, essa inflamação pode-se espalhar para debaixo do tecido gengiva a atingir as raízes dos dentes. 

Tal circunstância pode danificar permanentemente os tecidos que circundam os dentes e o osso que lhes dá suporte. Danos estéticos e funcionais na boca são muito frequentes. 

Portanto, é muito importante que, assim que os primeiros sinais da doença se manifestem, se procure ajuda especializada, para que exista uma elevada possibilidade de cura. 

O processo de agravamento entre a gengivite e a periodontite acontece, por norma, de forma muito gradual, ao longo de vários anos. 

Além disso, há vários estudos que indicam que sofre desta condição apresenta um maior risco de sofrer de problemas cardíacos, diabetes e outras doenças graves.

imagem da gengiva inflamada

Qual é a diferença entre periodontite e gengivite?

Quando a inflamação ataca apenas a gengiva é gengivite. Nestes casos, o problema é reversível, uma vez que o osso e o tecido conjuntivo não são afetados.

Por outro lado, quando já começa a deixar marcas na estrutura e suporte do dente, estamos perante uma periodontite. No fundo, é quando a inflamação atinge os tecidos, fibras e os ossos que suportam os dentes.

Que diferentes tipos de periodontite existem?

A periodontite pode ser dividida em vários tipos, tais como: 

  • Periodontite Agressiva: a doença manifesta-se em pacientes saudáveis e caracteriza-se pela rápida perda de inserção e destruição óssea. 
  • Periodontite Crónica: é a forma de periodontite mais comum em adultos e resulta da inflamação dos tecidos que suportam os dentes. Geralmente, a progressão da doença é lenta, mas podem haver períodos com picos “fulminantes”. 
  • Periodontite em Doenças Sistémicas: por norma, tem início em idade jovem e está associada a algumas doenças sistémicas, como diabetes;
  • Doenças Periodontais Necrosantes: caracteriza-se por uma infeção por necrose dos tecidos gengivais, osso alveolar e ligamento periodontal. É frequente aparecer em pacientes portadores de HIV e/ou que apresentem sinais de desnutrição e imunossupressão. 

Causas da Periodontite

Os grandes motivos que causam a periodontite estão associados a hábitos de escovagem 

inadequados. Com isso, a placa bacteriana (película pegajosa) vai-se acumulando nos dentes, endurecendo e causando estragos. 

Ainda assim, há mais fatores que desencadeiam a doença. Estes são:

Dentes tortos

O desalinhamento dos dentes cria mais espaços para que a placa bacteriana se forme na boca. Para além disso, a higiene fica dificultada, uma vez que são necessários cuidados extra para que se previnam possíveis problemas dentários.

Fumar

Fumar aumenta a probabilidade de vir a sofrer de problemas gengivais, tais como inflamações e infeções. O fumo prejudica o normal funcionamento das células do tecido da gengiva.

Hereditariedade 

Existem muitos estudos que indicam que o fator genético tem peso no risco de sofrer de doenças nas gengivas. Se for esse o caso, fale com o seu dentista sobre isso.

Gravidez e mudanças hormonais

Tanto a gravidez como os ciclos menstruais e as alterações hormonais podem tornar as gengivas mais sensíveis a sofrer problemas.

Certos medicamentos

Algumas medicações interferem com a saúde das gengivas, reduzindo, por exemplo, o fluxo da saliva e levando a que boca fique mais seca. Tal circunstância cria um terreno fértil para a disseminação mais rápida das bactérias.

Algumas doenças

Certas patologias graves, como o HIV e o cancro, enfraquecem o sistema imunológico, o que torna as gengivas mais frágeis.

Além do mais, os doentes com diabetes são mais propensos a virem a desenvolver infeções, devido à diminuição da capacidade do corpo usar o açúcar no sangue.

Que sintomas provoca? 

A doença periodontal manifesta-se sobretudo através dos seguintes sintomas: 

  1. Gengivas inchadas e muito vermelhas;
  2. Gengivas que sangram ao mínimo toque;
  3. Dentes soltos;
  4. Perda de dentes;
  5. Mau hálito;
  6. Pus entre os dentes e gengivas;
  7. Dores ao mastigar;
  8. Retração gengival;
  9. Espaço entre os dentes.

imagem de pessoa a tentar perceber se tem mau hálito
O mau hálito e o sangramento são 2 sintomas muito comuns

É comum causar mau hálito?

Sim, é muito frequente causar mau hálito constante e um gosto ruim na boca, apesar desse problema não estar diretamente ligado à periodontite. 

Neste caso, é importante ter a noção que estas duas condições estão quase sempre associadas a uma pobre higiene oral.

É contagiosa?

Tecnicamente, a periodontite não é contagiosa, uma vez que é causada pela reação inflamatória sob a gengiva. Em todo o caso, a bactéria que provoca essa reação pode-se alastrar pela saliva. 

Quem tem periodontite pode colocar implantes?

É possível, mas não é uma condição ideal. Essa condição pode afetar os implantes e provocar a doença peri-implantar. 

É muito importante que se trate a doença periodontal mesmo antes de se colocar os implantes dentários para que o procedimento seja um sucesso.

O paciente com periodontite deve ser acompanhado de forma muito rigorosa por parte do implantologista. O controlo da doença é fundamental para que não se coloque em risco os implantes e a perda dos mesmos. 

E aparelho dentário?

Com a periodontite, as gengivas ficam muito frágeis e a perda de dentes é um problema real. Assim sendo, os tratamentos ortodônticos são, em boa parte dos casos, desaconselhados. 

Colocar aparelho dentário é apenas possível se o dentista conseguir controlar a doença gengival. 

Como tratar a periodontite?

Aquilo que se pretende no tratamento da periodontite é a limpeza das bactérias ao redor dos dentes, evitando a destruição de ossos e tecidos. 

Saiba agora quais são as práticas mais comuns para quem quer tratar a periodontite:

Boa higiene oral 

Em primeiro lugar, é muito importante que se faça uma higiene oral de excelência para que se previnam possíveis infeções. 

O mínimo recomendado é que se escove os dentes pelo menos 2 vezes por dia, bem como se passe o fio dentário. 

Medicamentos e remédios

Enxaguatório bucal com clorexidina: faz diminuir radicalmente a quantidade de bactérias na boca, ao mesmo tempo que ajuda a gengiva a cicatrizar. 

Gel antibiótico: geralmente contém doxiciclina e é eficaz a controlar as bactérias e a reduzir as bolsas periodontais. 

Antibióticos orais: estão disponíveis em cápsulas ou comprimidos e são utilizados em curto prazo para infeções agudas ou persistentes. 

imagem de várias caixas de medicamentos

Tem cura?

A periodontite não tem cura, mas pode ser tratada e controlada. 

Por outro lado, a gengivite pode ser revertida com o tratamento certo. Assim sendo, é fundamental que, assim que observar os primeiros sinais de alerta, procure ajuda especializada.

Lembre-se que um problema pequeno pode tornar-se numa enorme “dor de cabeça” no futuro. 

Em que casos é necessário proceder-se à cirurgia?

A intervenção cirúrgica é necessária quando os hábitos de higiene oral e os tratamentos menos invasivos não resultam. Estas cirurgias realizam-se com anestesia local e, por norma, são bastante simples. 

Tipos de cirurgia mais comuns: 

Cirurgia de retalho: através deste procedimento limpam-se as raízes de um dente e reparam-se os danos provocados pelas doenças nas gengivas. Para isso, faz-se uma incisão no tecido gengival. 

Enxertos de osso: é feita uma incisão na mandíbula e coloca-se um pedaço de osso natural ou sintético no lugar do osso que foi perdido. 

Enxerto de tecido mole: é retirado tecido de outra parte da boca ou utilizado um material sintético para restabelecer as raízes expostas dos dentes. 

Existe algum “remédio caseiro”?

Não existe nenhuma solução caseira capaz de tratar a periodontite. Este é um problema dentário grave e, para se controlar a infeção, o tratamento tem que ser realizado por um Médico Dentista. 

Ainda assim, há algumas coisas que pode fazer em casa que ajudam a amenizar os sintomas:

  • Utilizar um elixir bucal antisséptico;
  • Bochechar a boca com água morna e sal;
  • Tomar chá de cravo-da-índia;
  • Escovar os dentes, pelo menos, 2 vezes por dia e usar fio dentário. 

Como se podem aliviar as dores?

A periodontite pode provocar dores agudas intensas, que geralmente pioram com a mastigação. Se é o caso, o que aconselhamos é que procure aconselhamento especializado de imediato. 

Quando as dores são ligeiras a moderadas, o recurso a analgégicos, como o Paracetamol® ou o Ibruprofeno®, pode ajudar bastante. 

Pode ser prescrita medicação?

Podem ser prescritos antibióticos aos pacientes que sofrem de periodontite grave. A amoxicilina ou a tetraciclina são alguns desses exemplos. 

Mas atenção! Não se automedique. Só deve tomar este tipo de medicamentos caso estes sejam prescritos pelo Médico Dentista e na periodicidade correta.

Além disso, é muito comum o dentista prescrever analgésicos de venda livre para ajudar os pacientes a lidarem com a dor que possa existir.

Periodontite juvenil: as crianças e adolescentes também podem ter?

A periodontite também pode aparecer nas crianças e nos adolescentes, embora seja uma condição bastante incomum. Esta é caracterizada pela perda de inserção e destruição do osso alveolar ao redor de um ou mais dentes permanentes. 

De que forma é que a periodontite pode ser prevenida?

A periodontite pode ser prevenida, sobretudo através da manutenção de bons hábitos de higiene oral. Fique, de seguida, com vários conselhos para permanecer longe deste problema: 

  1. Escovar os dentes duas vezes por dia, especialmente após as refeições principais;
  2. Trocar a escova de dentes de 3 em 3 meses;
  3. Utilizar uma escova de dentes elétrica – que é mais eficaz na remoção do tártaro e da placa bacteriana;
  4. Usar fio dentário diariamente;
  5. Marcar checkup´s ups dentários, de 6 em 6 meses, no dentista. 
  6. Não fumar;
  7. Ter uma dieta saudável, evitando os açúcares. 

Imagem de uma escova elétrica

Conclusão

A periodontite é um problema muito comum que, na maior parte dos casos, surge por maus hábitos de higiene oral prolongados. 

Sem o devido tratamento, esta doença pode levar à perda de dentes, que por norma acontece de forma lenta e progressiva. 

Sendo assim, é essencial que, quando os primeiros sinais da doença se manifestem, procure ajuda especializada. 

Se deixar arrastar a situação, as consequências podem ser devastadoras. 

Esperamos ter respondido a todas as suas dúvidas sobre o tema. Caso tenha mais alguma, está à vontade para a deixar em comentário. 

Ou, se preferir, pode sempre entrar em contacto. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Imagem de paciente a ranger os dentes (bruxismo)

Tudo sobre o Bruxismo: o que é, quais são os sintomas e como tratar?

O bruxismo é uma atividade involuntária pode trazer várias complicações na boca. Fique a saber como deve enfrentar este problema.
imagem exemplo de um blog

Tudo sobre a Sensibilidade Dentária: quais são os sintomas e como tratar?

Neste artigo saiba como quais são as causas da sensibilidade dentária e de que forma a pode prevenir e tratar. Fique por dentro de tudo.
imagem de um implante dentário em titânio

Titânio: por que é tão importante para a Medicina Dentária?

O Titânio é um material muito polivalente e, melhor do que tudo, biocompatível. Neste artigo vai ficar a perceber porque é tão usado na Medicina Dentária.

Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de

Implantes ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

Quanto custará o seu Tratamento de

Implantes ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

Sobre a
AngelSmile

foto clinica angelsmile lisboa

Obtenha o sorriso que sempre desejou de forma fácil e organizada.

Cada visita é planeada com clareza. Sabe sempre o que está a acontecer e o dinheiro deixou de ser umproblema impeditivo. Descubra

Fique a saber quanto custará o seu Tratamento de

Implantes ?

Responda ao nosso Quiz e personalizaremos o seu sorriso.

©2021 AngelSmile.Todos os direitos reservados.
©2021 AngelSmile. Todos os direitos reservados.